Horta da Mila

12 março 2007

Errante

Sentes-te abandonado
Completamente perdido
Andas no mundo, desorientado
Onde nada faz sentido

Perdeste a cabeça
Num dia triste de amargura
Não esperes que anoiteça
Vai á praia relaxa e procura

Estás refém da tua angústia
Isolado no sentir
Mas do meio dessa apatia
Um dia vais ter de sair



<-(Cabeça de pedra)

7 Comments:

  • Da procura, algo surgiu e parece que
    A resposta etava escondida em cada onda
    "Um objectivo por dia e um dia de cada vez"
    Depois vão-se sucedendo uns atrás dos outros
    E cada um maior que o outro
    Confiança, é o caminho para a realização

    By Blogger Crix, at 12/3/07 2:09 da tarde  

  • Sábias palavras!Não nos podemos fechar na nossa angustia, nem nos podemos deixar vencer por dias menos bons!Abraços!*

    By Blogger Plum, at 12/3/07 3:34 da tarde  

  • com este frio à praia....

    By Blogger loucura_qb, at 13/3/07 12:53 da tarde  

  • Como advinhas-te....quando me sinto assim é junto ao mar que eu falo...é lá que coloco o coração em ordem.....

    é lá que me confesso

    amei

    beijos

    By Blogger ALEXIA, at 13/3/07 2:53 da tarde  

  • vou esperar pela noite,
    vou perder-me na escuridão,
    e contar as estrelas,
    vou saltitar de pedra em pedra, no breu,
    vou mergulhar na mais escura frustração desta vida,
    vou atirar-me de cabeça perdida,
    para os teus braços doce companheira,
    vou correr que nem um cavalo louco.

    By Anonymous alexis, o mago, at 13/3/07 4:06 da tarde  

  • Por isso, todos os dias eu tenho que olhar para o mar :)
    é reconfortante.
    Muito bonito o poema.
    Jinhos ***

    By Blogger sem-comentarios, at 13/3/07 10:43 da tarde  

  • Tb pensas como eu :)

    Um passeio á beira mar
    pode realmente
    mudar as coisas!

    Bjs.

    By Blogger © JJCN 07, at 15/3/07 3:12 da tarde  

Enviar um comentário

<< Home