Horta da Mila

30 janeiro 2008

Apelo -Foi adopatada

Actualização (30/01/2008): esta menina continua à procura de um doninho que a ame para toda a vida. Alguém por ai?? É tão meiguinha. Cada vez que a vou passear doi-me o coração deixa-la de novo no hotel, pois não quer sair do carro de tal forma que quer ficar ao pé de quem lhe dê atenção e mimos.
Passa por todos os teus contactos p. favor, na esperança de encontrar a felicidade dela.
Paula
Pois é, vendo a foto desta amiguinha tão bonita, podes pensar: "que animal tão bonito, vai encontrar um bom dono e até lá alguém cuidará dela" Não penses que chegam como nas fotos lindinhos, bem cuidados... Chegam das formas mais cruéis, fazendo duvidar de que sejamos nós, humanos, os verdadeiros racionais. Há fotos muito, muito deprimentes, mas optei por deixar apenas no meu pc e na minha memória. Infelizmente a grande maioria não tem a oportunidade de serem recolhidos e recuperados. Vão para os canis municipais onde são abatidos, morrem na rua de fome, frio, atropelados, espancados...
Lembra-te que para estas fotos ficarem "bonitas", animais como este passaram por um longo caminho até uma recuperação, o que muitas vezes não acontece. Alguns animais já chegam tão abatidos e feridos que apesar de lutarmos por eles, partem para o outro lado do arco-íris.
Quem sabe um dia, nos perdoem. Aliás, são tão generosos, que nos passam a sensação de que, apesar de todas as dores, nunca deixarão de nos amar. É por essa "troca de olhares" que algumas pessoas lutam, a cada dia. Vê-se nestes olhinhos a mais pura esperança. Olhares que não sabem o que é rancor, apesar do que já sofreram, e nos dão sempre uma nova oportunidade! Mas só nós podemos realizar a mudança.
Basta acreditarmos, basta dispor do nosso coração. Adopta. Não abandones. Cuida. Não maltrates. Ampara. Estes AMIGOS precisam desesperadamente de AMOR. Nada substitui um lar, um colo, um carinho!
A Tuxa, ainda bébézinha conheceu o que são maus-tratos, abandono, um canil municipal, banhos de água fria, virús, doenças, morte, um chão molhado que nunca secava, frio, muito frio. Enfrentou a morte e venceu. Hoje é saudável, linda, meiga, brincalhona (adora encher-nos de lambidelas) e tem muita vida. E tem sobretudo esperança que alguém olhe para ela e se apaixone para toda a vida. Tem um aninho e meio de vida, porte médio/grande, está vacinada, desparasitada, esterilizada e precisa desesperadamente de carinho e de um lar.

Contacto: 96 804 7638
Margem Sul do Tejo

"Enquanto não amarmos um animal, uma parte de nossa alma permanecera adormecida" (Anatole Franco)
Recebido via email.

4 Comments:

Enviar um comentário

<< Home